Como negociar minhas dívidas

0
350
dividas-como-negociar-minhas-dividas
Como negociar minhas dívidas (Foto: Pixabay)

Está com dúvidas de como negociar suas dívidas, evitando restrições no nome e problemas com o orçamento familiar? Nós temos a resposta.

Ter dívidas acaba com o sono de todo mundo, ainda mais quando elas saem do controle e viram uma bola de neve, onde cada vez mais você acha que será impossível salda-las.

Por isso, quanto mais cedo você entender como negociar suas dívidas, mais rápido vai resolver esse problema podendo ter de volta a chance de consumir novamente, deixando de lado até mesmo um nome negativado.

Como negociar minhas dívidas hoje mesmo?

Para te ajudar, elaboramos abaixo algumas listas que você pode fazer para começar a negociar dívidas e a se reequilibrar financeiramente:

  • Primeiramente, faça uma lista de tudo que está devendo, como cartões de crédito, empréstimo, financiamento, cheque especial, carnês e boletos;
  • Em seguida, elabore uma tabela do valor que você ganha por mês para saber ao certo quanto poderá destinar ao pagamento de contas e para diversão. Essa tabela pode ser feita no computador ou em diversos aplicativos disponíveis para o celular;
  • Elabore uma lista de cortes que podem ser feitos no seu orçamento com a ajuda da família toda;
  • Liste ideias para gerar renda extra durante as horas vagas ou então em períodos que você está em casa sem fazer nada.
  • Pense em coisas que tem em casa que pode ser vendido com a finalidade de gerar um dinheiro extra no final do mês. Pense: se não está sendo usado, deve gerar dinheiro.

Como evitar novas dívidas?

Bem, como tudo acima pronto, é bom entender como evitar novas dívidas, porque a tendência é quando tudo estiver ajustado, você retornar com o velho hábito de gastar em excesso e tudo que foi feito vai por água abaixo.

  • Não aceite o crédito fácil que algumas instituições ofertam com taxas maiores.
  • Mantenha a sua planilha financeira sempre atualizada.
  • Busque equilibrar as despesas e receitas, cortando os excessos.
  • Reserve pelo menos 5% da sua renda mensal para imprevistos.
  • Evite fazer novas dívidas quando entrar dinheiro extra como 13º ou rescisão.
  • Use esse dinheiro para quitar dívidas atuais, poupe para imprevistos ou junte para comprar à vista.

Leia Também:

Então, o que acha de começar a seguir as dicas acima, negociando suas dívidas, favorecendo o orçamento familiar?

Rate this post