Netflix demite funcionários após Queda de Assinantes no 1º Trismestre

0
143
netflix-demite-funcionarios-apos-queda-de-assinantes
(Foto: istockphoto)

A Netflix teve que demitir 150 funcionários depois de perder mais de 200.000 assinantes no primeiro trimestre deste ano.

As demissões, que representam 2% da força de trabalho da empresa, ressaltam os tempos difíceis que o streaming está passando.

A maioria das demissões está concentrada na sede.

O streamer também anunciou o corte de 70 funcionários em meio período em seu estúdio de animação, o que levou ao cancelamento de várias séries exclusivas da plataforma.

Além disso, sua equipe de mídia social também cortou freelancers.

Mas não para por aí, houveram mais demissões no mês passado. Em abril, aproximadamente 25 funcionários da equipe de marketing foram demitidos pela empresa, incluindo a equipe de conteúdos voltados aos admiradores da plataforma que mantinha o site Tudum.

Perdas da Netflix podem se estender por todo o ano

Em seu relatório financeiro do primeiro trimestre deste ano, a Netflix anunciou que espera uma queda mais acentuada no número de assinantes.

A empresa espera perder outros 2 milhões de assinantes no segundo trimestre.

A falta de assinantes e decisões impopulares acarretaram à maior queda de um dia no valor de mercado da Netflix.

O streaming chegou a perder US$ 54 bilhões em valor em 20 de abril. As ações caíram 68% no acumulado do ano.

Analistas dizem que há dois fatores principais por trás da crise da Netflix. A primeira foi o término das operações na Rússia após a invasão russa à Ucrânia. O corte fez com que 700.000 assinantes abandonassem o streaming.

O segundo é o declínio na qualidade das produções. A Netflix apostou no volume de conteúdo e acabou investindo pesado em séries e filmes pouco atraentes ou descartados por serviços concorrentes.

Se gostou do conteúdo, curta, comente, nos avalie e considere nos seguir nas redes sociais!

Leia também

Siga nossas redes

Instagram

Facebook

Rate this post