5 Dicas Sobre Como Investir em Startups

Veja 5 Dicas sobre como investir em startups: investimento anjo, investimento semente ou seed, Série A, B, C… e plataformas de investimento.

Você precisa compreender o risco que está disposto a correr, o tamanho do portfólio que pretende construir, o valor que pode investir em cada startup e o tempo de retorno esperado do investimento.

Você precisa compreender o risco que está disposto a correr, o tamanho do portfólio que pretende construir, o valor que pode investir em cada startup e o tempo de retorno esperado do investimento.

Veja a Seguir 5 Formas para investir em startups

1. Via Aceleradoras: O investimento é feito via aceleradora (um tipo moderno de incubadora de empresas), que investe em startups que estão em fase inicial, ou seja, o investimento é de alto risco.

2. Via Investimento Anjo: Nessa opção o investidor fará o investimento diretamente em empresas que também estão em fase inicial.

3. Via Investimento Semente ou Seed: Uma modalidade para um público com alto perfil de renda. Esses investidores montam fundos que captam de vários outros investidores e conseguem realizar aportes em várias empresas, aumentando as chances de acertarem.

4. Via A, B, C (...): Série A se trata da primeira rodada de investimentos realizada junto à fundos de venture capital, recebendo investimentos significativos junto à investidores profissionais. As séries B, C, D... são as rodadas seguintes à essa primeira.

5. Via Plataforma de Investimentos: Existem muitas plataformas no Brasil que permitem que os investidores façam aportes em startups por meio de crowdfundings (financiamento coletivo). Exemplo: EqSeed, StartMeUp, EuSócio e CapTable.